sábado, 30 de novembro de 2013

Meu Deus, o que eu ando comendo???


   Quer saber?!

    Este Rato não sabe mais o que está comendo neste mundo de meu Deus.

    Na minha maneira de ver o caso se resume no seguinte.

       1 – A Natureza tem a idade do Universo e seguramente ainda faz coisas que não dão certo, note-se que ela mesma, naturalmente extingue, o que faz de inadaptável ao meio da criação universal.

       2 – O homem toma não só a Criação como a Natureza das coisas e a muda geneticamente depois, graças a sua imensa antiguidade, experiência e sabedoria tem a petulância de dizer que fez certo e melhor, dizer que agora sim vai funcionar certo e ainda quer que eu acredite nisso.
       Não dá para acreditar de jeito e maneira nenhuma.

    Se o Homem não é honesto e justo nem consigo mesmo, como (pelas barbas do profeta) conseguirá ser honesto e justo com os seus semelhantes, em especial com alguns, aqueles, os menos afortunados por não estar ou fazer parte de seu secto mais pessoal, dos seus interesses mais imediatos?

    Não dá para acreditar não.

    Observe o seguinte:

    Todas as pessoas que lidam com computadores e que tenham um cérebro (quantitativa ou qualitativamente) um puco acima do cérebro de uma ameba zumbi sabe que tudo o que é executado por um computador pode ser manipulado por alguém, de alguma maneira em algum lugar ou momento.

    E ainda ha quem acredita na honestidade de urnas eleitorais, na imparcialidade (sorte) nos jogos da caixa econômica federal, em resultados de pesquisas, em outros absurdos e modismos mais.

    Não dá não, mas há uma realidade que precisa ser levada em consideração em tudo isso, os problemas que possam ser gerados pelos transgênicos são menos rápidos que os problemas gerados pelas nossas honestas urnas eleitorais.

    A política certamente me mataria mais rápido que a soja transgênica ou qualquer outro veneno geneticamente criado pelo homem e a sua poderosa ciência, para a correção de algo que a estúpida Mãe Natureza fez de inadequado ao trato e (ou) aos interesses humanos.

São Paulo, SP, 30 de Novembro de 2013

Mkmouse


Postar um comentário