segunda-feira, 25 de julho de 2011

Deus, segundo Mkmouse



Existe uma frase que eu reputo ser de origem hispânica que afirma: “Eu não acredito em Bruxas, mas elas existem.”

E assim eu começo a escrever sobre o mais controverso dos temas que conheço: Deus.

A coisa é tão feroz que aqueles que não acreditam em sua existência só o podem fazer se implicitamente a conhecer, aceitar, e ai começa:

Se reconhece a existência de Deus, a negação está fundamentada em princípios e não na verdade que o negador reconhece e vê.

Se não reconhece a existência de Deus, a negação do que não existe para ele também está fundamentada em princípios e não na verdade que o negador reconhece e vê.

Criaturas que verdadeiramente não acreditam na existência de Deus, simplesmente não discutem este assunto pois não vêm sentido em discutir o que não existe; eu até hoje não encontrei nenhuma pessoa verdadeiramente pensando e agindo assim e duvido que alguém tenha um dia encontrado alguém que pensasse e agisse assim convincentemente, como um verdadeiro Ateu.

Isto posto e assim sendo, todo Ateu é por excelência um crente; os motivos de ser Ateu está em seus princípios e não na verdade; princípios, motivos, são sempre passíveis de discussão e qualquer motivo é sempre irrelevante quando em face a verdade.
Agora que uma minoria anonima foi separada dos crentes minoritários conhecidos, vamos para os crentes majoritários; vamos à crença da grande massa.

Sob os olhos humanos para ser Deus é preciso apresentar três qualidades básicas e isto é nas mais diversas formas e maneiras dito em todas as culturas até hoje conhecidas.

Primeira qualidade:

A Onipresença, só um deus pode estar presente em tempo real, ou não, e ao mesmo tempo por toda as partes do corpo que compõe o todo.
Segunda qualidade:

A Onisciência, só um deus pode ter a consciência em tempo real, ou não, plena e total de tudo o que acontece, ou existe, por todas as partes do corpo que compõe o todo.
Terceira qualidade:

A Onipotência, só um deus tem o poder de criar, fazer e desfazer, alterar ou não, em tempo real ou não, a realidade que existe, ou ainda não existe, por todas as partes do corpo que compõe o todo
Somente Deus, tem as três qualidades simultaneamente.

E este é o principal motivo da não existência de verdadeiros Ateus, ninguém em sã consciência pode afirmar que em todo o universo da criação, ou não, (o todo) tais qualidades não existam unidas intrinsecamente.

No entanto e também é a base para a sua negação, ninguém pode (aqui na Terra), dizer que tais condições existam intrinsecamente juntas no universo da criação, ou não (o todo).

A compreensão do que é Deus nos escapa pelo mais simples dos motivos, o conhecimento.

A ironia disto é que o homem tem feito dele (Deus) o “bode expiatório” para as suas mais diversas peripécias inclusive, torpezas e crimes.

Os crimes praticados em nome da fé em Deus, se relacionados, fariam uma lista tão longa quanto ou, o que é mais provável, mais longa que a lista dos feitos do homem neste planeta.

Como podem ver, falar ou escrever sobre Deus não faz muito sentido, pois para entendê-lo é necessário um conhecimento que a criação definitivamente não tem.

É...

Não faz sentido mesmo.

Mas nós, os ratos, não nos importamos com isso não, nós também não fazemos sentido nenhum e ainda sobrevivemos a milhares de anos e às mais diversas catástrofes.

Então vamos à face de Deus.

A face de Deus não pode ser representada de forma visível sob hipótese alguma, tão pouco descrita, visto que para tanto seria necessária uma forma o que certamente não tem como ser compreendida pelo escritor, quando se trata de Deus.

A face de Deus pode apenas ser idealizada e cada criatura, ao seu tempo e ao seu modo, a idealiza de forma diferente, própria, única, mesmo se ao descrever tais ideias elas tivessem as descrições coincidindo letra por letra, ainda assim as ideias seriam diferentes.

A única idealização da face de Deus que nos levaria à distância mais curta compreensível da verdade é a idealização de uma esfera perfeita, mesmo assim a distância desta ideia para a verdade é a mesma que existe entre o + e o -.

Apesar de tudo esta idealização é a mais acertada (não a verdadeira) pelo mais simples e básico dos motivos; uma esfera idealizada perfeita tem infinitos lados, ou seja, infinitas faces.

Este ultimo paragrafo levaria este rato para a ratoeira se escrito a uns 300 anos atrás.

As implicações desta simples idealização hoje em dia ainda pode ser considerada uma heresia por algumas criaturas.

Esta idealização trás em seu bojo e de quebra, ou de bônus, o entendimento, a compreensão do que poderia ser Deus; visto que em sendo esta a sua face e ela é literalmente simples, Deus é simples, Deus é a mais perfeita simplicidade.

Você não pode entender isso?

Simples...

Você não está olhando para a face certa compreensível ao seu entendimento, está querendo mais do que pode, consegue ou deve ter.

Só isso.

Para finalizar uma série de lembretes.

Deus pode falar com você e com qualquer uma criatura, diretamente, em primeira pessoa, de forma tal que você ou a criatura entenda piamente o que lhe foi dito.

Se você ouviu Deus e ficou com alguma dúvida, precisa de mais informação para entender o que foi dito, tenha certeza:- você não ouviu Deus falando.

Se você ouviu Deus e ele mandou-o dizer algo a outrem ou ao mundo, tenha certeza:- você não ouviu Deus falando

Se você ouviu Deus e não consegue expressar nada do evento a ninguém, nem mesmo contar o que lhe foi dito mas entendeu tudo com uma clareza impar, tenha certeza:- Você ouviu a voz de Deus.

Lembrem-se todo aquele que diz conhecer os planos de Deus é um mentiroso e pelo mais insignificante dos motivos; para se entender os planos do Completo, do Total, do Único, do Absoluto, Da Perfeição Mais que Perfeita é preciso ser completo, total, único, absoluto e perfeito em todos os sentidos imagináveis.

Me aponte alguém que se encaixa no final do parágrafo anterior e eu, este Rato, lhe mostrará alguém tentando ser Um Deus.


Mkmouse

Postar um comentário