sexta-feira, 10 de outubro de 2008

O Novo Dólar Furado - Um Bang-Bang quase à Italiana


Eu não consigo entender como o povo de um país com a extensão territorial do Brasil, com todos os recursos que possui pode estar em crise econômica só porque a moeda de um outro país deixou de valer alguma coisa, por causa de uma maciça emissão sem o devido lastro.

E não venham me dizer que isso é mentira, pois a crise norte-americana é por causa do setor imobiliário!

Conversa.

A coisa se resume no seguinte:

Alguns espertos venderam para quem não podia pagar o que comprava.

Transformaram a divida a receber em ações.

Se livraram das ações vendendo-as aos investidores dos EUA e outros “trouxas” que puderam achar em um primeiro momento.

Estes por sua vez quando perceberam o furo em que se meteram, passaram os “papéis podres” envolvidos em tinta dourada e devidamente camuflados para o resto do mundo.

Todos os que passaram os papéis ganharam na venda e converteram o resultado da venda em uma forma de valor diferente da moeda norte-americana, o dólar.

Resultado, o governo para acobertar a imensa expansão do dólar pelo mundo, continua a emitir dólares sem o devido lastro, o que aliás vinha sendo feito já a muito tempo, que eu possa notar, desde a segunda guerra mundial.

A propósito, emitir dinheiro sem o devido lastro, quando é feito pelos Governos não é crime e chama-se Inflação, quando é feito por um cidadão qualquer é crime e chama-se Falsificação.

A dívida hoje dos EUA é em dólares.

O mundo inteiro é credor dos EUA desde que tenham o seu papel moeda como lastro financeiro em seus Bancos Centrais, bem como os papeis das bolsas de valores do mundo que girem em torno do dólar, o qual e por sua vez está não está lastreado como manda a lei, mas sim em dívidas “impagáveis”.

Na minha maneira de ver o dólar é um negócio "furado", e a crise só existe para os investidores espertos que compraram (e compram ainda) dólares bem como os investidores tolos que embarcaram na busca de lucros espetaculares, um "Negócio da China.”

Todos os que tem dólares na mão ou algum tipo de aplicação lastreado em dinheiro americano está "ferrado".

Se é o Brasil que entra numa crise dessa, certamento o Real ia afundar mais rápido que matéria em um Buraco Negro, no entanto como é o Estados Unidos que a “bola da vez” e tem muitos poderosos com dólares e papeis podres nas mãos, não podendo estes sair perdendo nada no horizonte de sua ganância mal orientada, o dólar sobe ao invés de cair como deveria ser.

Só para lembrar a lei de mercado:

Quanto maior a procura maior o preço, quanto menor a procura menor o preço.

Quanto mais raro é a coisa mais caro esta fica, quanto mais comum é a coisa menos vale.

Agora a lógica me leva as seguintes perguntas:

Se há dólar espalhado no mundo inteiro qual é o motivo para a sua subida de preço?

Se o papel não vale nada em lastro (ouro) quem o compraria mais caro sem ser um tolo?

O que eu vejo é só um acobertamento fantástico que só pode partir de pessoas mal intencionadas, inescrupulosas, a fim de lucrar e lucrar muito com a tragédia de tantos americanos envolvidos pelas promessas da realização do “Sonho Americano” e que agora perdem tudo o que tem e ainda ficam devendo. (parece que eu já vi algo assim aqui no Brasil)

O que temos nada mais é que a repetição da quebra da bolsa de valores nos EUA, que aliás é uma “Bola” quem vem sendo “Cantada” a muito tempo e nunca levada a sério, só para lembrar das muitas “bolhas” que já explodiram nesta área capitaneadas inicialmente por empresas americanas.

Inventem o que quiser os “Informados e Eruditos Economêses” do mundo e do Brasil, mas a crua realidade é apenas esta:

Os EUA estão falidos, quebrados, não tem lastro para o resgate dos seus dólares que estão espalhados pelo mundo e está dando o calote nos povos desavisados, ignorantes, e com a conivência de seus respectivos governos, o que me parece muito pouco honesto para com o povo que dizem representar.
Postar um comentário